como esquecer: novo filme [gay] nacional

O tema da homossexualidade está de volta ao cinema brasileiro. Depois da desagradável surpresa de Do começo ao Fim, de Aluízio Abranches, que ano passado prometia ser o primeiro longa-metragem nacional a narrar uma história de amor entre duas pessoas do mesmo sexo com a esperada atenção necessária – e fracassou não só pela abordagem rasa do tema, mas também, e ainda mais grave, como cinema -, Como Esquecer, com estreia prevista para outubro deste ano, é a nova produção nacional que trará o assunto à tona, com suposto carinho e naturalidade.

Baseado no livro Como Esquecer – Anotações Quase Inglesas, de Myriam Campello, e dirigido por Malu de Martino [Mulheres do Brasil], por mais que pareça suprir a carência – sentida principalmente pelo público gay – da falta de produções brasileiras que desenvolvem, sem estereótipos e com verdade e humanidade, personagens homossexuais,  o filme traz a opção sexual como pano de fundo para falar sobre amor, desilusões e um passado ainda muito presente devido ao fim de relacionamentos. A opção soa acertada, de não lidar com conflitos sexuais e mais com sentimentos, que não são menos reais ou universais por serem vividos por personagens gays. É aquela conhecida abordagem de tornar todos iguais diante o amor, a qual ainda se mostra relevante em nosso país.

No filme, Ana Paula Arósio é Julia, uma professora de literatura inglesa que tenta reconstruir sua vida após o término de um relacionamento homoafetivo de dez anos. Em meio a conflitos internos, tenta se readaptar ao morar com seu amigo [Murilo Rosa], também no fim de um relacionamento gay, e ao longo do filme, ela vai encontrando outras pessoas que também vivem, cada uma a seu modo, a experiência de ter perdido algo muito importante em suas vidas.

Em entrevista para o programa Revista do Cinema Brasileiro, a diretora comenta detalhes sobre Como Esquecer e o faz soar como uma boa promessa. Fiquemos no aguardo.

+ informações | blog | twitter | orkut | facebook
Anúncios

  1. até o presente momento não conhecia a produção, também não vi ainda o filme “Do Começo ao Fim” … eu penso, que esse tipo de filme (que trata sobre homossexualismo) tem de ter uma abordagem bem abrangente.

  2. “Abordagem rasa do tema” em Do Começo ao Fim? Considero uma abordagem extremamente pertinente. Os protagonistas são bonitos, ricos, irmãos e namorados, com uma vida desprovida de toda aquela “problemática gay” que é absolutamente manjada e em boa parte surreal nos dias de hoje. Muito bom ver um filme gay que o “gay” não necessariamente precisa ficar em primeiro plano. E Jeff, não quero ser chato, muito menos arrogante, mas você precisa ser mais claro em suas resenhas: “Mas também, e ainda mais grave, como próprio cinema” É exemplo de um período que você não explicita o que realmente você quer dizer ou o que você realmente acha. Enfim, sucesso no blog. Abraço.

    • Fred, eu devo ser bastante confuso – ou não -, porque você nunca entende o que eu digo. “Fracassar como cinema” [tirei a palavra “próprio” para facilitar], bem, acho autoexplicativo, mas quero dizer que o filme é tecnicamente ruim, a direção tem problemas e o roteiro sobretudo, não transmite sentimentos ou emoção, e enfim, coisas que, particularmente, acredito que são fundamentais para um cinema de qualidade. Como Do Começo ao Fim não é o assunto em questão, não dava para eu discorrer sobre ele no post. Mas caso clique no título do filme – e pelo visto não percebeu -, o link te levará para uma resenha que escrevi sobre o longa. Lá, abordei com argumentos, que não são exatamente a beleza ou a situação financeira dos personagens, o motivo de achá-lo raso e muito ruim. E fique à vontade para, novamente, reclamar. []s!

  3. Gente, porque o Jeff deveria explicitar sua opinião sobre “Do Começo ao Fim” se essa não é uma resenha do filme? LOL
    Aliás, Fred, tem um link ali com a resenha, basta clicar, ok? #fikdik
    Quanto ao filme, sempre é uma temática interessante, fico no aguardo!

  4. Como não conheço o filme de Abranches (li seu comentário sobre ele), fiquei curioso sobre ambos. Este já está anotado para que eu não perca. “Do começo ao fim” vou procurar, pois o tema me interessa. Participei de um curso “Educação sem homofobia” e fiz uma relação dos filmes que abordam o “universo” LGBT e como v. já abordou, a produção nacional parece ainda ter algum ranço com o tema: esteriótipos, associações com “desvios de conduta”, drogas, AIDS (os mais “antigos” – ???) e sei lá mais o que. Mas em curtas, felizmente podemos encontrar filmes muito bons como “Café com Leite” de Daniel Ribeiro, por exemplo. Abs.

  5. Pingback: Tweets that mention como esquecer: novo filme [gay] nacional « receio de remorso -- Topsy.com

    • Vinni, hahahahaha Pois é, vai entender, né? Estamos no aguardo! []s!

      Ed, obrigado também pelo comentário no post de Do Começo ao Fim. Que interessante esse curso, se tivesse oportunidade participaria com toda a certeza. Poxa, você tem essa lista aí? Eu quero. Também lembrei de Café com Leite ao fazer o post. Bom curta. Tem um outro também que curti, mas não consigo me lembrar o nome. []s!

      Cristiano, obrigado. Fiquei curioso com o filme também. E que bom que compartilha da minha opinião sobre Do Começo ao Fim. hehe []s!

  6. Pingback: como esquecer: novo filme [gay] nacional « receio de remorso | Highmatch.com

  7. Tenho um certo problema com a Ana Paula Arósio, boa parte das suas performances não me convencem. Mas fiquemos no aguardo, parece ser mais interessante que Do Começo ao Fim, ao menos parece ter potencial pra ser mais interessante. Esse cartaz me lembrou Amores Possíveis, da Sandra Werneck, que também não vi mas tenho vontade. E li várias vezes a sentença que supostamente não estaria clara, mas não consegui achar onde faltava clareza, acho que o amigo é dotado de dislexia.

    • Matheus, fui ver o cartaz de Amores Possíveis e qual é a semelhança? xD Mas o filme parece interessante mesmo, tem potencial. Hahahahaha vai entender, né? []s!

      Pedro, eu também. =) []s!

      Wally, hahahahaha! []s!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s