5 finais que eu faria diferente

No post anterior sobre Dúvida, lamentei acerca do final do filme  que acabou me desagradando em sua última, exatamente última linha do roteiro. Quando uma determinada personagem falou uma determinada frase, me dei conta que aquilo era exatamente o que não podia ser dito [ou o que eu não queria ouvir]. Outro fato que percebi é que, até agora, só eu fiquei insatisfeito com o desfecho.

Notei também que não é a primeira vez que isso acontece – e nem será a última. Por isso selecionei 5 finais que por algum motivo me desagradaram  e qual versão, ao meu ver, seria mais conveniente e convincente para o encerramento do filme. E claro que Dúvida está presente.

ATENÇÃO: Caso não queira ler o desfecho de um dos filmes, é melhor partir para o próximo.

|

Guerra dos Mundos, de Steven Spielberg [2005]

https://i2.wp.com/www.adorocinema.com/filmes/guerra-dos-mundos/guerra-dos-mundos04.jpgSou um dos poucos que acham essa versão do  Spielberg para o filme de 1953 um dos melhores blockbusters recentes. Mas com certeza sou um dentre os muitos que detestam o final do longa. O filho do Tom Cruise é um personagem extremamente chato e pedante e determinado em ajudar o exército no combate aos Tripods, fato o qual induz que também seja dotado de uma grave tendência suicida. Spielberg com seu típico happy end não poderia deixar o menino morrer na batalha, mesmo este não tendo nenhum preparo [sabe-se lá se sabia usar uma arma] e desafiando centenas de alienígenas homicidas.
O final perfeito: um final realista, isto é, Tom Cruise voltar para casa e receber a notícia mais provável, isto é, “seu filho não sobreviveu”.

|

Jogos Mortais 2, de Darren Lynn Bousman [2005]

https://i1.wp.com/www.adorocinema.com/filmes/jogos-mortais-2/jogos-mortais-2-01.jpgJogos Mortais, o primeiro, foi um ótimo suspense, muito bem construído, elaborado e com um excelente desfecho que deixa o espectador com cara de “WTF? Bem que eu poderia ter pensado dessa forma”. O maior problema do filme, porém, foi querer ser uma franquia – uma longa franquia – dividida em 5 [cinco!] partes. E ao contrário do filme original, o encerramento do segundo longa me pareceu muito forçado, uma tentativa frustrada de chocar novamente o espectador e garantir uma continuação – afinal, eu não poderia imaginar que viriam mais 3.
O final perfeito: A Amanda não ser a tal Amanda do longa anterior, o Jigsaw ter um fim, colocando, na hora certa, um fim na série.

|

A Fantástica Fábrica de Chocolate, de Tim Burton [2005]

https://i0.wp.com/www.adorocinema.com/filmes/fantastica-fabrica/fantastica-fabrica01.jpg

Não são exatamente os últimos minutos dessa decepcionante versão do Burton que me desagradam. Aquela questão da família é até bem simpática e o filme termina bem dessa forma. O que eu não gosto é a forma como o Charlie “sobrevive” ao fim do passeio na fábrica e leva o prêmio. No longa original, Charlie não ganhou a fábrica somente por ter sido o único após a viagem na fábrica, mas sim por  ter passado também num desafio [o do chiclete]; já no filme do Burton, Willy Wonka, numa constatação óbvia, só restou dizer um simples: “Só restou você? Parabéns! É o vencedor”. Charlie poderia ser tão irritante como qualquer uma daquelas crianças…
O final perfeito: Não precisava ser o mesmo caso do chiclete, mas Charlie deveria ser o vencedor por mérito próprio e não por concorrer com crianças notoriamente insuportáveis.

|

Dúvida, de John Patrick Shanley [2008]

https://i1.wp.com/www.adorocinema.com/filmes/duvida/duvida06.jpg

A personagem da Meryl Streep em todo o longa se mostrou muito decidida e firme em suas opiniões a respeito do padre de Hoffman. E o mais interessante era essa certeza vir de sua própria percepção, sem precisar de nenhuma prova concreta para levá-la adiante. Isso que fez o filme funcionar: ela ser a única convicta acerca do possível caso de pedofilia, restando o veredito apenas para o espectador, que só podia tender para um dos lados, ambos bem trabalhados, como já disse, em todo o filme. Quando ela pronuncia que possui dúvidas, acho que rompe [não por completo, mas rompe] essa dicotomia tão bem definida  na história. Vê-la suspeitar de ter cometido um erro me fez ter quase plena certeza de que realmente estava errada – e era isso que não podia acontecer.
O final perfeito: Riscava apenas as duas últimas frases do roteiro, as duas irmãs entravam na escola após aquela conversa e a câmera ia se afastando num lento plongé.

|

Jackass – O Filme, de Jeff Tremaine [2002]

https://i2.wp.com/www.adorocinema.com/filmes/jackass/jackass02.jpg

Dispensa comentários.
O final perfeito: O filme terminaria nessa primeira cena do carrinho de compras. Eles iam em direção a um precipício e morriam e a tela seria preenchida por um grande The End.

|

Anúncios

  1. Eu odeio “Guerra dos Mundos”, mesmo sabendo que você gosta muito, hehehe. É o pior filme do Spielberg na minha opinião, e o final é constrangedor – sem falar daquela explicação capenga! “Jogos Mortais” eu nem comento porque não gosto. “Dúvida” ainda não vi. Até que gostei do final de “A Fantástica Fábrica de Chocolate”. E o final para “Jackass” seria perfeito =)

    • Vinícius, que exagero, vai? xD Diferente de você, acho a explicação muito plausível e diferente, digamos. Mas agora você já viu A Dúvida. hehe Concorda comigo? []s!

      Kau, seu malvado. Não falo isso dos seu filmes preferidos. xD hehe Brincadeira. []s!

      O Cara da Locadora, aê, finalmente um que também gosta do filme! Jogos Mortais quis ser muita coisa e acabou vacilando – parei no 3 porque não aguentava mais. É realmente mais sombrio, apesar que a história da “família” insere muito sentimentalismo no filme. Sei lá, cara, já assisti o filme mais de uma vez e isso não me desce. E confesso que já ri com Jackass hehe, mas são grosseiros demais. []s!

      Dari, óbvio porque o filme conta a história do Charlie e já sabemos da natureza do menino, Wonka não. Elas apenas foram antes de Charlie e sendo assim, ele poderia ser o menos chato dos 5. Nada me tira da cabeça que Charlie precisava de uma “avaliação”. hehehehehehe Mas minha versão gls de Dom Casmurro é genial e, por incrível que pareça, muito coerente com o texto do Machado. Beijos!

  2. Então, eu sou daqueles que também gosta do Guerra dos Mundos, e acho que ele não podia fazer muita coisa com o final (o polêmico, não o seu que eu acho que o rapaz tinha de morrer mesmo, rs). Jogos Mortais eu não mudaria tanto assim não, mas realmente nem se compara com o 1, né? Sobre o “A Fantástica Fábrica…” acho que o Wonka do Burton é muito mais sombrio e sem sentimentos do que o da nossa infância, por isso não precisava de mais nada, era só o vencedor mesmo, rs. Não vi Dúvida e sobre Jackass, eu sou um idiota mas eu rio, euheuheuehe…

  3. Gosto do final da Fantástica Fábrica… as outras crianças se deram mal por causa dos próprios defeitos e manhas, se ele fosse tão ‘insuportável’ quanto cada uma delas não teria levado o prêmio, porque teria se ferrado em algum momento, em consequência de ações erradas… o merecimento é implícito, mas óbvio!

    Mas eu entendo essa sua mania de querer mudar as coisas… e até que vc se comportou dessa vez… o final do Charlie é fichinha perto do que tu queria fazer com Dom Casmurro…

    Bjones

  4. Gostei muito… Ficou perfeita cada modificação….

    Não que eu achasse que os filmes citados merecessem um final diferente….Mas sim porque eu sempre achei que um dia nasceria um cineasta que revolucionaria o cinema…

    E além de muitas outras coisas, ele pegaria [compraria, negociaria… sei lá o termo certo] os filmes que fizeram historia e regravaria….num to falando de filme preto e branco não ta…
    Ai vc me pergunta, porque regravar um filme que custou mais de 200 milhões igual a Titanic ou Piratas do Caribe… ?

    Essa que é a parada…. imagina titanic sem a kate e o leo e com um final diferente…. [claro que diferente do alternativo que o dvd oferece]
    Mas a idéia seria manter todos os cenários e scrips…o filme seria regravado impecavelmente igual ao original a única coisa que mudaria seriam os personagens e o final…

    Fico imaginando rever um filme que gostei pra cacete…só que com outros personagens….

    Tem algum filme que vc vê e revê e não se cansa?? Imagina ele do jeito que é só que cm outros personagens e um final diferente….
    Talvez nem cubra o orçamento gasto kara… mas tem louco pra tudo!!…ahuhauahauah

    Paz

  5. olá.. eu concordo com vc sobre a fantastica fabrica de chocolate, prefiro com certeza a primeira versão…
    ps. a primeira versão é muito mais fiel ao livro que a segunda (de tim burton), mas no final o livro é o melhor =D


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s